Esta foi a sua vida

Biblia

segunda-feira, 2 de março de 2015

DONATION/DOAÇÃO/寄付/DON

FAÇA UMA DOAÇÃO OFERTE COM AMOR E AJUDE -ME A LEVAR A PALAVRA DE DEUS E ALERTAR SOBRE OS SINAIS QUE PRECEDEM O ARREBATAMENTO, SE SENTIR NO SEU CORAÇÃO FAÇA ISSO COM LIBERALIDADE - FAÇA O  DEPOSITO NA AG; 7141-2 CC 5.659-6 EM NOME DE AYJALON DA SILVA REGO, DEUS TE ABENÇOE!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

http://www.illuminatiofficial.org/


The Illuminati

A Brief Introduction

The Illuminati is an elite organization of world leaders, business authorities, and other influential members of this planet. Our collective unites influencers of the world in an unrestrictive and private domain, free of political, religious, and geographical boundaries to further the prosperity of the human species as a whole.
While our operations require anonymity for the safety of our members, we strive to create a better understanding between us and the people we have been entrusted to protect.

What Is The Illuminati?

The Illuminati is both plural and singular: all are one, we are all.
The Illuminati is an elite collective of political leaders, business owners, entertainment celebrities, and other influential members of this planet. By uniting influencers of the world in an unrestrictive, private domain — free of political, religious, and geological boundaries — our organization helps to further the prosperity of the human species as a whole.
Managing the lives of over 7 billion humans is a daunting task. Our duty to this planet has spanned across centuries and survived even the most established government entities. To continue functioning throughout societal and generational changes, The Illuminati’s operations often require anonymity for both our members and our work.
In 2013, the Illuminati authorized the formation of the Department Of Citizen Outreach. Through various initiatives and campaigns, including this website, the Illuminati has committed itself to furthering our relationship with our citizens.
You will not find us praised in any history book or document. However, members of the Illuminati have helped shape every major movement on this planet since the first human government was established. Our work is often marked by distinct symbols as a means of tracing our influence through history for those wishing to investigate.
With gentle and unknown guidance from our organization, the human species is allowed to function in their natural order while playing the part of gears in a machine for the betterment of the world.

http://www.otempo.com.br/interessa/sa%C3%BAde-e-ci%C3%AAncia/tatuagem-eletr%C3%B4nica-gera-energia-a-partir-de-suor-e-biobateria-1.900041

http://olhardigital.uol.com.br/noticia/motorola-quer-registrar-patente-de-tatuagem-que-funciona-como-microfone/38705

http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/06/03/pilulas-e-tatuagem-eletronica-podem-substituir-senhas-em-breve-diz-especialista.htm

http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/2013/11/google-cria-tatuagem-eletronica-que-detecta-mentiras.shtml

https://www.youtube.com/watch?v=GoEf--WF0Ew&noredirect=1

http://idgnow.com.br/internet/2014/03/20/futuro-da-tecnologia-voce-esta-pronto-para-ter-uma-tatuagem-eletronica/

http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/empresa-lanca-tatuagem-eletronica-para-desbloqueio-do-celular-13352054

Tatuagem eletrônica capta sinais cerebrais e abre caminho para telepatia


Tatuagem eletrônica capta sinais cerebrais e abre caminho para telepatia

Do UOL, em São Paulo

 Ouvir texto

0:00
 Imprimir Comunicar erro
Ampliar


Veja os principais destaques do encontro da Associação Americana de Ciência11 fotos

1 / 11
Futuro da telepatia - Adesivo ultrafino e flexível colocado na testa pode monitorar a atividade cerebral de pacientes com uma transmissão de dados sem fio. A tatuagem eletrônica, como o dispositivo foi apelidado, tem fins médicos e, também, grande potencial para ser usado como ferramenta de interação social, um caminho para a telepatia. "Nós demonstramos que os sensores podem captar sinais elétricos dos músculos da garganta para que as pessoas se comuniquem apenas por pensamento", explica o estudo Todd Coleman/UCSD
Uma tatuagem pode dizer muito de uma pessoa, principalmente sobre seus sinais vitais, garante um pesquisador da Universidade da Califórnia, em San Diego, nos Estados Unidos. O professor de bioengenharia Todd Coleman desenvolveu sensores ultrafinos e flexíveis que podem ser colocados temporariamente na pele para monitorar a atividade cerebral de pacientes e, assim, acabar com os exames nas enormes máquinas de eletroencefalograma.
Isso porque o novo método de interação cérebro-máquina difere-se dos outros experimentos por usar uma técnica não-invasiva e, mais importante, com transmissão de dados sem fio – o que garantiu o apelido de tatuagem eletrônica. 
A intenção do pesquisador em sofisticar a interface cerebral é impedir que ela fique restrita a laboratórios, já que tem grande potencial como uma poderosa ferramenta de interação social, usada na telepatia - seja para que as pessoas conversem umas com as outras sem se falar, ou para operar máquinas e sistemas à distância, usando apenas o poder da mente.
"Nós demonstramos [com o estudo] que os sensores podem captar sinais elétricos dos músculos da garganta para que as pessoas se comuniquem apenas por pensamento", explica Coleman. "Queremos algo que também possa ser usado em um café para [o público] se divertir."
Como funciona
O dispositivo consiste de camada de poliéster plástico que pode ser esticado, torcido e dobrado, para acompanhar o movimento natural da pele humana e ter boa durabilidade. Além disso, ele é tão fino quanto um fio de cabelo (menos de cem mícrons de espessura, ou 0,1 milímetro), por isso, fica imperceptível quando grudado no corpo.
Dentro dele é implantado um circuito com células solares, que captam os sinais elétricos das ondas cerebrais; sensores térmicos, que monitoram a temperatura da pele; e detectores de luz, que analisam os níveis de oxigênio no sangue.
Coleman afirma que já está aplicando os resultados da pesquisa, que foi apresentada durante a última reunião da AAAS, para controlar o ritmo de cérebro de bebês prematuros que sofreram lesão cerebral durante o parto.
Além disso, as tatuagens eletrônicas podem ser aplicadas em outras partes do corpo, como garganta, agindo com um microfone subvocal, ou membros, para monitorar a atividade muscular de braços e pernas de atletas. 

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Empresas implantam chips nos funcionários para interagir com sistemas

1 fevereiro 2015 Atualizado pela última vez 16:43 BRST 18:43 GMT
A maioria de nós já se acostumou a usar crachás, cartões ou senhas para entrar no prédio do escritório, pagar o ônibus ou fazer compras. Mas um edifício comercial em Estocolmo, na Suécia, quer que seus funcionários façam essas coisas usando um chip instalado sob a pele.
Elicio da Costa, que tem escritório nesse edifício, já abre a porta da frente aproximando sua mão do leitor de chip na parede. Lá dentro, ele faz o mesmo gesto para entrar nas salas do escritório e até acionar a máquina de fotocópia.
Ele é um dos que instalaram o pequeno chip de pequeno RFID (identificador de radiofrequência) na mão. Outras 700 pessoas que trabalham no edifício serão convidadas a fazer o mesmo. O objetivo é que, no futuro, o chip sirva para logar em computadores e até realizar pagamentos com o mero toque da mão.
O projeto é organizado por um grupo cibernético sueco, e os chips são implantados por tatuadores.
O jornalista de tecnologia da BBC Rory Cellan-Jones resolveu pôr a ideia à prova e instalou um chip em sua mão. Ele conta que a experiência lhe rendeu uma dor semelhante à de uma injeção, mas rápida.

Potencial

Hannes Sjoblad, que está levando a cabo o projeto no edifício sueco, incluiu até seu cartão de visitas em seu chip subcutâneo.
"Já interagimos o tempo todo com a tecnologia", ele disse. "Hoje é meio confuso – precisamos de senhas e códigos. Não seria mais fácil se usássemos apenas o toque das mãos? É bastante intuitivo."
Mas, ao testar o chip, Cellan-Jones descobriu que ele não é tão intuitivo assim. Para fazer a máquina de fotocópias funcionar, ele teve de contorcer sua mão. E muitos colegas de Sjoblad têm dúvidas quanto a aderir à novidade.
"De forma nenhuma", disse um jovem funcionário, questionado se tinha planos de implantar um chip na mão. Outra funcionária vê potencial na tecnologia, mas acha que não faz muito sentido usá-la apenas para abrir portas e ligar equipamentos.
Mas Hannes Sjoblad acha que o objetivo, no fundo, é maior que isso: preparar as pessoas para quando empresas e governos decidirem impor chips à população.
"Queremos entender essa tecnologia antes que eles venham e digam que todos devemos ganhar um chip – a Receita Federal, o Google ou o Facebook", defende.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

A ORAÇÃO DO PILOTO ATEU

A ORAÇÃO DO PILOTO ATEU







De Mark Ellis
Tradução:
Wilma Rejane


Ele não tinha nenhum lugar para Deus em seu coração, até que  ficou sem combustível em uma tempestade no Alasca, a quilômetros de seu destino.

"Eu era um zombador de Deus", diz Mark Rose, fundador do Gênesis vivo , e autor de O Último dos Hunters, a história dos pilotos que voam o Alasca Ártico. Aprendi a voar aos 16 anos e aos 22 já havia me tornado um piloto experiente cuidando de uma frota de helicópteros no oleoduto do Alasca. Meu ego andava a 101 metros além da superfície. Um dia eu voava sobre um grande rio no Ártico, mas em meu voo de regresso, transportando um passageiro, várias coisas deram errado. Primeiro manadas de renas ocuparam os locais escolhidos como primeira e segunda opção de pouso. Então comecei a ficar sem combustível, verifiquei o tempo em um pequeno aeroporto perto de Kotzebue, na Península de Baldwing. O operador disse que eu poderia ir que o tempo estava favorável. 

Resolvi ir mesmo sem saber se o combustível iria aguentar, mas em seguida, o inesperado acontece: as condições climáticas mudaram drasticamente. Enfrentei uma tempestade de neve durante toda a noite sem conseguir ver o terreno, me guiei por uma faixa cinzenta que seria um rio. Descobri então que o operador de voo do aeroporto de Kotzebue tinha me dado um mau conselho.

Todas as minhas opções foram evaporando  rápido, voando. Deve haver uma maneira de sair disso, pensei. Não quero morrer aos 22 anos sem sequer ter casado. Voei no vazio por cerca de 30 minutos quando o motor começou a perder força. Minha mente se voltou então para a última opção: Deus. Eu nunca, jamais tinha orado antes, mas no desespero elevei uma oração silenciosa: 'se há um Deus eu preciso de ajuda agora'. E naquele instante pude ouvir nitidamente a resposta: 'filho, agora você disse a coisa certa'. Depois disso minha mente foi iluminada, eu tinha certeza que conseguiria escapar. O avião saiu da tempestade de neve! Antes o que me atraia eram as luzes do aeroporto de Kotzebue, agora eram as luzes do céu.

Havia apenas mais um problema: eu teria que voar mais 20 milhas até Kotzebue, uma vasta extensão de água salgada no mar de Bering. Foi de perder a respiração. Mas cheguei e quando consegui pousar minha visão humanista de mundo havia desabado. Não havia nenhuma razão terrena para o avião ter percorrido uma distância tão grande seu combustível. Acredito que Deus acrescentou combustível no tanque do helicóptero para salvar minha vida e a vida do passageiro. Depois disso me tornei um menino diferente,  um crente em Deus.

Pensei bastante sobre minha avó, a única cristã da família, ela estava certa, há algo mais lá fora. Conheci então uma namorada cristã que me desafiou a ler a Bíblia pela primeira vez. Ao ler as páginas das Escrituras, algo surpreendente aconteceu. Me rendi ao amor do Deus da Bíblia - a Sua razoabilidade, Seu perdão, Sua justiça. Porém, meu coração teimoso ainda não estava pronto para fazer de Jesus meu Salvador e Senhor.

Até que...Tive outro encontro com a morte em um helicóptero que caiu, minha cabine ficou totalmente esmagada. Por causa disso perdi o encontro com empreiteiros de chumbo para o gasoduto do Alasca, um conflito de agenda. Mas não era só isso, era um dia trágico e pouco depois de ter escapado da morte recebi a notícia de que o avião com os empreiteiros havia caído matando todos a bordo. Comecei a refletir sobre a vida, sobre o que li na Bíblia. Seria mentira ou verdade? E foi quando me aprofundei na leitura da Bíblia que entendi que Deus é meu Criador. Se Jesus pôde levantar alguém dentre os mortos e perdoar pecados era exatamente isso que Ele tinha para mim. Entreguei minha vida a Jesus Cristo, e mais uma vez, de uma vez por todas, eu era um menino diferente. 

Esse é o aviador Mark Rose


Você quer conhecer Deus pessoalmente? 


Jesus é o Filho de Deus. Ele viveu uma vida sem pecados e morreu na cruz para pagar o preço por nossos pecados. "Deus prova o seu próprio amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós." (Romanos 5:8)

Jesus ressuscitou dos mortos e agora Ele vive no céu com Deus Seu Pai. Ele nos oferece o dom da vida eterna - de viver para sempre com Ele no céu se aceitarmos Ele como nosso Senhor e Salvador. Jesus disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim." (João 14:6)

Deus estende a Sua mão para você, Ele te ama e quer que você seja Seu filho. "A todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome." (João 1:12) Você pode optar por pedir a Jesus Cristo para perdoar seus pecados e entre na sua vida como seu Senhor e Salvador.

Oração:

"Senhor Jesus, eu acredito que És o Filho de Deus. Obrigado por morrer na cruz por meus pecados. Por favor, perdoe meus pecados e me dê o dom da vida eterna. Peço-vos por  minha vida e de coração para que sejas meu Senhor e Salvador. Eu quero servi-Lo sempre. "

Deus o abençoe

sábado, 24 de janeiro de 2015

17 prêmios Nobel adiantam o Relógio do Apocalipse em dois minutos

17 prêmios Nobel adiantam o Relógio do Apocalipse em dois minutos

Símbolo da vulnerabilidade do planeta fica a três minutos da “catástrofe global”

Desfile de armamento em Pyongyang (Coreia do Norte) em 2012. / KCNA
Um grupo de 17 cientistas premiados com o Nobel decidiu adiantar em dois minutos o Relógio do Apocalipse, uma figura simbólica que desde 1947 alerta sobre a vulnerabilidade do mundo diante de um desastre em escala planetária. O relógio está agora a três minutos da “meia-noite”: uma catástrofe global.
O relógio, criado pelo Boletim de Cientistas Atômicos da Universidade de Chicago (EUA), só se moveu 18 vezes em toda sua história. A última vez que esteve tão próximo do fim do mundo foi em 1984, com os EUA e a URSS em plena Guerra Fria. Em 1991, estava a 17 minutos.
“Em 2015, a mudança climática sem controle, a modernização global das armas nucleares e os descomunais arsenais atômicos representam extraordinárias e inegáveis ameaças à existência da humanidade”, explica o conselho científico do Boletim em sua página na Internet. Esse órgão tomou a decisão, junto com um grupo de assessores que inclui 17 nobéis e outros prestigiosos pesquisadores, como o físico britânico Stephen Hawking.
A mudança climática e os arsenais nucleares são uma ameaça para a humanidade, segundo os especialistas
“Os líderes mundiais não agiram com a velocidade e a escala necessárias para proteger a população de uma potencial catástrofe”, critica a nota. Os pesquisadores lembram que 2014 foio ano mais quente desde o início dos registros em 1880 e que 9 dos 10 anos mais quentes ocorreram desde 2000.
“Sem uma drástica mudança de rumo, os países do mundo terão emitido, no final deste século, CO2 e outros gases do efeito estufa em quantidade suficiente para transformar profundamente o clima da Terra, prejudicando milhões e milhões de pessoas e ameaçando muitos sistemas ecológicos dos quais a civilização depende”, alertam.
Os especialistas denunciam também que “os esforços para reduzir os arsenais nucleares do planeta pararam”. Enquanto os EUA e a Rússia melhoram seus depósitos atômicos, outros países com armas nucleares – como o Reino Unido, França, China, Paquistão, Índia, Israel e Coreia do Norte – unem-se “nessa modernização louca, cara e extremamente perigosa”. Os EUA gastarão 355 bilhões de dólares (917 bilhões de reais) na próxima década para realizar essa modernização, de acordo com o Boletim.
“A probabilidade de uma catástrofe global é muito alta e as ações necessárias para reduzir o risco de desastre devem ser tomadas o quanto antes”, concluem os cientistas. Entre os prêmios Nobel, encontram-se Masatoshi Koshiba, pioneiro no estudo dos neutrinos, e Leon Lederman, o físico que batizou o bóson de Higgs de “a partícula divina”.